Remédio para Cachorro Mancando

Remédio para Cachorro Mancando

Os cães precisam de atividades diárias essenciais para sua saúde, como correr, saltar e brincar. Quando mancam, isso pode alterar seu comportamento e diminuir sua qualidade de vida. Neste artigo, exploraremos os melhores remédios e tratamentos para cachorros que mancam. Vamos começar?

Sumário

Qual é o melhor remédio para cachorro mancando?

Anti-inflamatórios, como a Dipirona, são frequentemente usados para tratar inflamações que causam manqueira. No entanto, é essencial que estes sejam prescritos por um veterinário após uma avaliação detalhada. Nunca administre estes medicamentos sem orientação profissional.

Existem dois tipos de anti-inflamatórios para cães: esteróides e não esteróides. Ambos são usados para aliviar dor e inflamação, e, ocasionalmente, para reduzir a febre.

1 – Esteróides: São anti-inflamatórios baseados em cortisona que podem afetar negativamente a saúde ao suprimir o sistema imunológico canino. Eles têm um mecanismo de ação agressivo, afetando diretamente os sistemas de defesa.

2 – Não esteróides: Causam menos danos e interrompem a cadeia química do processo inflamatório, reduzindo a dor e os efeitos colaterais.

 

Percebeu algo de errado?
Seu amigão esta com os olhos irritados, ou não pára de lacrimejar? Talvez seja a hora de consultar um especialista.

Como saber se meu cachorro precisa de remédio para a dor?

Os cães com dor costumam apresentar alguns sintomas comuns, tais como:

  • Respiração e tremor excessivo;
  • Isolamento repentino;
  • Lambidas excessivas no local machucado;
  • Perda de apetite;
  • Comportamentos anormais.
Tutora segurando seu cachorro

Posso dar aspirina para o meu cachorro mancando?

Não. Evite ao máximo medicamentos de venda livre, tais como Tylenol, Advil ou Aspirina. Procure sempre o auxílio de um profissional veterinário que poderá avaliar qual o melhor medicamento para cada caso e, através de uma avaliação completa, estipular a dosagem e frequência corretas.

Existe algum remédio natural para ajudar no problema de mancar do cachorro?

Existem alguns tipos de plantas que podem auxiliar no controle da dor e inflamações em pets, tais como Valeriana e Arnica Montana, mas não é seguro utilizá-las sem a prescrição profissional e indicação correta de utilização. Por isso, sempre conte com um profissional para auxiliá-lo na implementação desse tipo de terapia natural.

Faça a diferença na saúde do seu pet.
Transforme a vida do seu pet com a fisioterapia veterinária da Oasis Pet. Marque hoje mesmo a sua sessão e proporcione a ele uma qualidade de vida excepcional!

Qual é a dosagem adequada de remédio para cachorro mancando?

A dosagem correta deve sempre ser indicada por um médico veterinário qualificado, que irá levar em conta fatores como o peso, raça, idade e estado de saúde do seu amigo, levando em consideração a presença de outras doenças concomitantes.

É importante ressaltar que o uso indiscriminado de medicamentos, mesmo os considerados seguros, pode resultar em superdosagens que colocam em risco a saúde do seu pet e mascarar o problema sem tratar sua origem, o que pode piorar quadros mais graves de dor.

O que pode estar causando a manqueira no meu cachorro e qual remédio posso utilizar?

As causas de um cachorro com claudicação, ou mancar, pode se originar por várias razões. A maioria dos casos envolve um estiramento ou torção depois de sessões de exercícios, por pequenos incômodos em decorrência de algum espinho na pata ou até por alguma pequena fratura.

É importante que os tutores fiquem alerta aos sinais, a duração e ao nível de dor do pet. De maneira geral, podemos dizer que o mancar faz parte central dos sintomas de afecções e lesões como:

1 - Machucados e feridas

Cortes nas patas podem ser causados por algum objeto pontiagudo, ou até por derrapar na calçada. Unhas compridas também podem machucar os coxins ou, ainda, causar dor e má postura levando a claudicação. Parasitas como carrapatos também podem gerar infecções (cistos interdigitais) nas patas, levando a dor e incômodo ao andar.

2 - Traumas, luxações e fraturas

Os exemplos mais clássicos são: esforço excessivo, quedas, atropelamentos, ruptura de ligamento, fraturas ósseas e outros. Nesses casos é fundamental ir diretamente ao veterinário.

3 - Problemas degenerativos

Os mais comuns são patologias degenerativas como artrites/artroses. Trata-se de uma doença caracterizada pelo desgaste da cartilagem que cobre o interior das articulações e dos ossos, gerando perda de elasticidade da articulação e impedindo a movimentação natural.

É um problema que costuma aparecer em conjunção com a dor, mas que pode, principalmente em casos progressivos e em estágio inicial, causar incômodos e dores suportáveis pelos pets.

4 - Doenças comuns

  • Displasia coxofemoral: em estágio inicial também pode se apresentar sem aparente dor. Atinge, na maioria dos casos, cães de grande porte do Golden, Labrador, Rottweiler e Pastor Alemão;
  • Hérnia de disco: atinge principalmente cães de pequeno porte como Shih-tzu, Lhasa Apso e Dachshund, podendo ser exemplo de doença com claudicação, por compressão da raiz nervosa, e posterior dificuldade para se mover, acometendo um ou mais membros;
  • Luxação patelar: é uma das patologias que mais atingem o andar do cão, fazendo com que ele manque para permitir o alongamento do músculo e para a patela retornar ao seu local de origem. Pode ser dividida em níveis de severidade. Suas principais vítimas são cães de pequeno porte como Chihuahua, Lulu da Pomerânia e Yorkshire.

 

Outros problemas podem também afetar a mobilidade do pet e, por vezes, se apresentar sem aparente dor. Tumores ósseos, displasia de cotovelo, fratura de dígitos, síndrome da cauda equina e outros são condições que têm o andar manco entre seus sintomas aparentes. Por isso, nunca deixe de levar o seu cão ao veterinário.

O diagnóstico precoce é fundamental para a correta avaliação do caso, indicando qual o medicamento mais eficaz, sua dosagem e o programa de recuperação mais adequado, que poderá se utilizar de técnicas como hidroterapia, cinesioterapia e outros, ótimos para fortalecimento, aumento de flexibilidade e manutenção da qualidade de vida do animal.

cachorro pata

Existem efeitos colaterais ao medicar meu cachorro para manqueira?

A automedicação ou medicação incorreta pode resultar em consequências e efeitos variados, abrangendo desde um simples episódio de vômito decorrente da irritação causada pelo comprimido no trato gastrointestinal até graves intoxicações, falência de órgãos e, também, óbito. Por isso, repetimos, sempre conte com um profissional para a indicação do melhor medicamento.

Quanto tempo leva para um remédio para cachorro mancando começar a fazer efeito?

O alívio da dor após a medicação deve surgir pouco tempo depois da ingestão, mas é importante ressaltar que os medicamentos combatem os casos de inflamação e dor, e não necessariamente a origem da claudicação. Então, se o seu amigo está mancando por causa de alguma patologia ou lesão mais grave, pode ser comum que os medicamentos não surtam o efeito esperado, principalmente quando não indicados por um profissional adequado.

Como dar o remédio para cachorro mancando?

Nessas situações, a sua ação depende muito da personalidade do seu cão. Existem cães que comem naturalmente o comprimido ou aceitam de bom grado a medicação líquida. Outros relutam mais, e nesses casos triturar o medicamento ou misturá-los na comida preferida nos horários da refeição pode facilitar sua vida. De qualquer maneira, tente se adaptar ao processo que seu cão se mostre mais calmo.

Tutora dando remendo para seu cachorro

Posso dar o mesmo remédio que eu tomo para aliviar a dor do meu cachorro mancando?

Como dito anteriormente, remédios como Tylenol, Aspirina e Advil não são recomendados aos pets. A Dipirona, por sua vez, costuma ser um medicamento útil para humanos e pets. Porém, sempre com indicação médica supervisionada, para que a dosagem e dias sejam corretamente indicados.

Conte sempre com clínicas especializadas para tratar seu cachorro mancando

A Oasis Pet oferece o que há de melhor no mercado para tratamentos veterinários incluindo complicações ortopédicas, sempre buscando oferecer o melhor atendimento com profissionais qualificados e uma estrutura para que os nossos pequenos consigam recuperar a qualidade de vida com tranquilidade e eficiência. Não deixe seu cãozinho sem cuidados. Procure a unidade Oásis Pet mais próxima de você e marque agora mesmo uma consulta.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Artigo mais Recente
Cachorro com Dor
Cachorro com dor: saiba quais os principais sinais e sintomas, as causas mais comuns, o que fazer e quando procurar pela ajuda de um profissional veterinário para tratá-lo

Assine nossa Newsletter e seja o primeiro a saber dos novos conteúdos da Oásis Pet.

Artigos Relacionados

o que há de novidades no blog Oásis Pet

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Morumbi. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Brooklin. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados Básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Santo Amaro. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados de agendamento