10 principais problemas de pele em cães

10 principais problemas de pele em cães | Oásis Pet

10 principais problemas de pele em cães

Quando se fala em problemas de pele em cachorro, logo se pensa em coça-coça, vermelhidão e feridas. Porém, existem algumas patologias que podem ligar o alerta vermelho quanto à saúde do seu pet.

No artigo de hoje, vamos elencar alguns dos principais problemas de pele em cachorro, seus sintomas, formas de prevenção e tratamento para que você e seu pet mantenham a qualidade de vida! Vamos lá?

Sumário

Percebeu algo de errado?

Seu amigão esta com os olhos irritados, ou não pára de lacrimejar? Talvez seja a hora de consultar um especialista.

Os 10 principais problemas de pele em cães

1 - Sarna:

As sarnas são doenças parasitárias causadas por ácaros, resultando em coceiras intensas na pele e ouvido, queda de pelos, regiões avermelhadas, inflamação e feridas.

Pode ser escabiose (a forma mais comum e conhecida), que produz os sintomas mais conhecidos como coceira, descamação, vermelhidão e falhas no pelo, ou na forma demodécica, chamada de sarna negra, resultando na multiplicação excessiva de ácaros do gênero demodex na pele dos cães.

O tratamento da sarna escabiose  é feito com remédios inseticidas de uso tópico e medicações orais, enquanto que o tratamento da sarna negra é feito com produtos acaricidas de uso tópico, injeções ou até medicações via oral.

2 - Piodermite:

As infecções bacterianas também são grandes causadoras de doenças de pele em cachorros, e a piodermite é uma das mais comuns. A bactéria do gênero staphylococcus costuma se instalar na flora cutânea do pet, se proliferando rapidamente, principalmente em cães com a imunidade baixa, causando infecção.

Os sintomas mais comuns passam por coceira, feridas, regiões avermelhadas, falhas na pelagem e outros. O uso de antibióticos e shampoo de uso tópico normalmente são recomendados pelo profissional dermatologista.

3 - Pulgas:

As pulgas causam a patologia dermatológica mais comum dos cães: a dermatite alérgica à picada de ectoparasitas (DAPE). A hipersensibilidade causada pela picada das pulgas causam coceira, feridas e perda de pelos. Por se alimentar do sangue do cão, isso pode também, em alguns casos, causar anemia.

A prevenção aqui é muito importante, mas caso o animal esteja infectado, é instaurado um tratamento via anti-histamínicos e outros medicamentos de acordo com os sintomas averiguados.

pulga

4 - Carrapatos:

Além de se alimentar do sangue do cachorro, este aracnídeo é vetor para protozoários e bactérias que transmitem a famosa doença do carrapato, que produz sintomas como anemia, febre, sangramento nas orelhas, podendo inclusive levar à morte.

A higienização é fundamental nesses casos, mantendo seu pet em ambientes limpos e bem higienizados, principalmente nos locais onde come e dorme. A utilização de medicamentos para carrapatos podem resolver o problema, mas em alguns casos é necessário um acompanhamento na condição de anemia e outros sintomas comuns causados por essa doença.

5 - Malasseziose:

Essa doença é causada por uma levedura que vive naturalmente nas orelhas do cão e pode se proliferar de forma anormal por causa do calor, umidade, em casos de inflamação ou como consequência de outras condições que afetam o sistema imunológico, como a Cinomose canina.

Os sintomas mais comuns são coceiras, principalmente nas orelhas, secreções nos ouvidos ou otite. O tratamento é realizado com shampoos, loções ou cremes de uso tópico no local. Em alguns casos são receitados fármacos que eliminam os fungos.

6 - Alergias:

As reações alérgicas também são comuns para muitos cães, que podem demonstrar sinais quando expostos a pólen, fungos, ácaros, poeira, grama ou como reação a certos alimentos.

Os sintomas mais comuns são pele avermelhada e coceira. Uma reação comum dos cães é lamber ou morder constantemente algumas regiões do corpo, além de apresentar uma postura mais irritada e apática.

Aqui, o profissional precisará fazer uma análise mais profunda para averiguar a principal causa.

7 - Micose:

Causada por fungos, costuma atingir os cães através de outros animais infectados e objetos compartilhados. Causa crostas na pele, lesões avermelhadas e circulares, queda de pêlo e, quando o cão desenvolver uma alergia ao fungo, pode causar coceira intensa.

O tratamento costuma ser feito com a indicação de pomadas para micose ou até antimicóticos de via oral.

8 - Alopecia:

Alopecia é a apresentação de diversas doenças de pele que fazem com que o pelo caia. Você já deve ter reparado alguns pets com a pelagem falhada. As causas da alopecia podem estar ligadas a doenças como a própria sarna, infecções bacterianas, fungos, parasitas e alergias. Porém, também pode ser resultado de estresse, problemas endócrinos, falta de vitaminas e outros distúrbios neurológicos.

É importante o acompanhamento profissional para que a causa seja estipulada e o tratamento corretamente indicado. Por isso, caso seu cão apresente queda excessiva de pelagem, procure por um profissional agora mesmo.

9 - Cistos:

Cistos são aqueles aumentos de volume que podem aparecer na pele do seu cão. Trata-se de um sinal de alerta, pois os cistos podem não ser um problema sério, que podem ser verificados com um exame citológico aspirativo.

Por isso, ao notar cistos no seu cão, leve-o ao veterinário para que ele possa recolher uma amostra desse caroço e realizar um exame citológico.

10 - Seborreia:

Trata-se de uma disfunção das glândulas sebáceas, que acabam produzindo secreção (óleo) em excesso. Esse sebo pode tornar a pele do cão mais propícia à proliferação de bactérias e fungos, causando alergias, coceiras e vermelhidão.

A seborréia também pode ser causada por problemas hormonais, metabólicos, por uma alimentação pobre em nutrientes, problemas no fígado, doenças autoimunes e outras.

É importante que o cão tenha o acompanhamento profissional adequado, para que a causa seja encontrada e o tratamento seja o mais eficiente para o seu caso.

cachorro deitado

Dúvidas frequentes sobre problemas de pele em cachorro

Abaixo listamos algumas das dúvidas mais frequentes sobre problemas de pele canina. Confira:

O que fazer se o meu cachorro tem uma reação alérgica na pele?

O tratamento para reações alérgicas caninas podem variar, depende do grau de severidade, da causa e da própria resposta imunológica do cão. Por isso, é importante que o diagnóstico seja feito por profissional qualificado, pois dermatites alérgicas mal tratadas podem trazer perigos à saúde do seu pet.

Dentre os sintomas que devem ser sempre observados com maior atenção, estão: coceira intensa, inchaço, tosse, queda de pêlo e olhos com remelas excessivas.

Ao notar esses sintomas, é imprescindível que você leve seu cão ao veterinário especialista, que irá averiguar as causas e traçar um planejamento de recuperação.

O tratamento costuma envolver diferentes etapas, que podem se utilizar de medicamentos tópicos, shampoos e outros produtos destinados ao combate do tipo de reação alérgica diagnosticada, até a administração de antialérgicos injetáveis.

Faça a diferença na saúde do seu pet.

Transforme a vida do seu pet com a fisioterapia veterinária da Oasis Pet. Marque hoje mesmo a sua sessão e proporcione a ele uma qualidade de vida excepcional!

Como prevenir e tratar a otite externa em cães?

A otite canina também é uma preocupação recorrente para tutores de cães com orelhas naturalmente caídas como Cockers, Beagles ou Bassets.

Trata-se de uma inflamação que pode ocorrer na área interna, externa e média da orelha do pet. Ocorre por causa do bloqueio que a orelha faz do canal auditivo, facilitando o acúmulo de umidade que abre espaço para o aparecimento de bactérias e fungos.

A prevenção deve ser feita com a limpeza regular das orelhas do pet (pelo menos uma vez por semana), mantendo a área das orelhas sempre bem aparadas.

O que causa inchaço e vermelhidão na pele do meu cachorro?

Diversos problemas de pele podem causar inchaço e vermelhidão na pele do pet, por isso é importante que você esteja sempre acompanhado de um profissional dermatologista veterinário qualificado.

O tratamento sempre irá depender do diagnóstico. Na maioria dos casos, pode envolver o uso de medicamentos tópicos, shampoos especializados, mudança de alimentação para alergias alimentares e, em casos graves, o uso de medicamentos injetáveis.

O que fazer se o meu cachorro tem uma erupção cutânea?

As erupções cutâneas caninas, embora muitas vezes nada mais do que uma pequena irritação, podem progredir para problemas graves de pele do pet.

Podem ser causadas por alergias, pulgas, plantas venenosas ou tóxicas, por fungos, bactérias, picadas de inseto, desequilíbrios hormonais, genética e outros.

Pela variedade de causas, é importante que ao primeiro sinal de pele avermelhada, coceira, perda de pelo, crostas, feridas, pele seca ou escamosa, o tutor leve o pet ao profissional dermatologista veterinário, a fim de um diagnóstico assertivo sobre o caso.

O tratamento pode variar a depender do diagnóstico, podendo se utilizar de medicamentos tópicos, shampoos medicamentosos com receitas, medicamentos contra pulgas, carrapatos e ácaros ou, em casos mais graves, de medicamentos injetáveis.

problemas de pele em cachorros 3

Conte sempre com dermatologistas veterinários profissionais!

Como vimos acima, os problemas de pele em cachorro são diversos e muitos deles com sintomas muito comuns e extremamente parecidos. Por isso, sempre conte com um dermatologista veterinário profissional e capacitado para acompanhar a saúde do seu pet. Na Oásis Pet, você encontra uma clínica com mais de 12 anos de experiência em dermatologia, fisioterapia, cirurgia, internação e muito  mais. Estamos com unidades em Santo Amaro, Morumbi e Brooklin. Traga seu pet e faça uma consulta com um de nossos profissionais!

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Artigo mais Recente
Cachorro com Dor
Cachorro com dor: saiba quais os principais sinais e sintomas, as causas mais comuns, o que fazer e quando procurar pela ajuda de um profissional veterinário para tratá-lo

Assine nossa Newsletter e seja o primeiro a saber dos novos conteúdos da Oásis Pet.

Artigos Relacionados

o que há de novidades no blog Oásis Pet

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Morumbi. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Brooklin. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados Básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Santo Amaro. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados de agendamento