Desvendando as Doenças da Raça Canina Pug: Sintomas, Cuidados e Informações Essenciais

doenças do pug

Essa raça tende a ser saudável se bem cuidado, mas algumas doenças do Pug são mais corriqueiras devido a genética e particularidades anatômicas.

A doença do Pug não pode te assustar na hora de escolher essa raça que têm um carácter fantástico, são muito carinhosos e brincalhões e uma excelente companhia que pode ser criado em lugares pequenos e ser um ótimo amigo para as crianças.

Sumário

Quais são as doenças mais comuns que afetam os pugs?

Pugs são tendenciosos a algumas doenças, como: 

 

  • Dificuldades respiratórias;
  • Doença ocular;
  • Infecções na pele;
  • Problemas dentários; 
  • Úlceras na córnea;
  • Displasia de quadril;
  • Obesidade;
  • Melanoma oral;
  • Otites.
Percebeu algo de errado?
Seu amigão esta com os olhos irritados, ou não pára de lacrimejar? Talvez seja a hora de consultar um especialista.

Como identificar se meu pug está com alguma doença?

Para garantir a boa saúde de seu melhor amigo, é fundamental estar atento a determinadas atitudes que podem significar problemas chegando. Algumas raças de cães possuem a saúde delicada e merecem atenção redobrada, como é o caso do Pug que pode apresentar alguns sinais indicadores de problemas, tais como:

  • Olhos opacos, olhos amarelados, mau hálito, queda de pelo, nariz escorrendo, lamber as patas excessivamente, cabeça sempre inclinada, paralisia facial.

 

As doenças citadas são provenientes de estudos de predisposição de certas raças, seu Pug pode viver uma vida saudável sem ser acometido por nenhuma patologia. Entretanto, a informação e conhecimento são importantes e a qualquer sinal de anomalia ou mudança de comportamento do seu peludo, procure um médico veterinário.

Cachorro de raça Pug, deitado no sofá

Existe alguma vacina específica para prevenir doenças em pugs?

Vacinar o cachorro é uma forma de amor e cuidado para prolongar e melhorar sua vida e preveni-lo de patologias que podem ser afastadas de sua vida através de um bom controle de vacinação.

O cronograma de vacinação se inicia com a vacina V8 ou vacina V10, separada em até 4 doses, que devem ser aplicadas em até 4 semanas. Depois, a vacina antirrábica, em uma única dose, por volta das 12 semanas, após a fase inicial da vida do Pug, é necessário um reforço anual das vacinas V10, Antirrábica, Gripe Canina e Giárgia.

Quais são as causas da displasia coxofemoral em pugs?

A displasia coxofemoral, que apesar de acometer majoritariamente os cães de porte grande, também pode afetar cães como o Pug. Essa doença é o mau encaixe entre a cabeça do fêmur e a bacia do animal. Trata-se de uma doença hereditária, mas normalmente surge devido a influência de fatores ambientais, como presença de escadas e degraus em casa ou o convívio prolongado com pisos lisos e escorregadios.

Faça a diferença na saúde do seu pet.
Transforme a vida do seu pet com a fisioterapia veterinária da Oasis Pet. Marque hoje mesmo a sua sessão e proporcione a ele uma qualidade de vida excepcional!

O que é a síndrome braquicefálica e como ela afeta os pugs?

O Pug é uma raça de cão braquicefálica, essa condição anatômica faz com que o focinho seja curto, o crânio achatado, a traqueia fique estreita e o palato mole (“céu da boca”) alongado, o padrão respiratório desses animais trazem prejuízos para a distribuição adequada de oxigênio nos tecidos e para a dissipação de calor pelo corpo.

Tudo isso gera um estresse muito forte nos órgãos, que pode lesioná-los com o passar do tempo, além de exigir um cuidado extra nos períodos de calor.

Alguns dos sintomas mais comuns da síndrome braquicefálica:

  • Roncos; 
  • Respiração barulhenta;
  • Tosse;
  • Engasgos frequentes;
  • Cansaço;
  • Rouquidão;
  • Dificuldade para latir;
  • Mucosas pálidas ou arroxeadas
  • Resistência para brincar;
  • Desmaios.

Quais são os sintomas da doença do carrapato em pugs?

Os sintomas evoluem conforme o avanço da doença:

  • Pontinhos vermelhos em locais como abdômen, gengiva e olhos; hematomas;sangramento nasal, pela urina ou pelas fezes; apatia; perda de peso; febre.

 

Assim, quando ela chega ao estágio crônico, os sintomas podem ser mais graves e fáceis de notar, como:

  • Febre;
  • Anorexia;
  • Artrite;
  • Convulsões.
doencas pug4

Como prevenir a dermatite atópica em pugs?

Por possuir excesso de pele e dobras no corpo, o tutor precisa manter uma higienização correta, secagens minuciosas ou escovações recorrentes, para evitar o acúmulo de fungos e bactérias. Dermatite na dobra nasal é a mais comum e pode ser evitada com limpeza constante nessa região do pet.

Os pugs têm predisposição a desenvolver problemas respiratórios?

Sim, por conta de uma característica genética. Para alguns filhotes, a situação é ainda mais difícil durante a fase da dentição, pois as narinas podem ficar ainda mais fechadas.

doencas pug3

Como tratar a síndrome do olho de cereja em pugs?

Após ser identificado o olho de cereja pelo veterinário, praticamente em todos os casos, o tratamento é uma intervenção cirúrgica.

Existe alguma dieta específica para prevenir doenças em pugs?

O acompanhamento profissional é importante para que essa raça tenha sempre uma boa e saudável rotina, evitando o excesso de peso e atitudes que possam contribuir para o surgimento de problemas respiratórios e ortopédicos.

Conte sempre com profissionais qualificados para acompanhar seu amigo!

Doenças do Pug: Faça sua avaliação na Oásis Pet!

A Oásis Pet está no mercado há mais de 10 anos, oferecendo o que há de mais moderno e profissional em exames laboratoriais, internação 24h, hospedagem, nutrição, oncologia, endocrinologia, reabilitação com fisioterapia, ozonioterapia e muito mais.

São três unidades em São Paulo prontas para atender seu amigo com amor, responsabilidade e profissionalismo. Encontre a unidade mais próxima de você e venha conferir como podemos ajudar você a entender e tratar doenças do Pug e cuidar da vida do seu pet com muito mais qualidade.

Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Artigo mais Recente
Cachorro com Dor
Cachorro com dor: saiba quais os principais sinais e sintomas, as causas mais comuns, o que fazer e quando procurar pela ajuda de um profissional veterinário para tratá-lo

Assine nossa Newsletter e seja o primeiro a saber dos novos conteúdos da Oásis Pet.

Artigos Relacionados

o que há de novidades no blog Oásis Pet

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Morumbi. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Brooklin. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados Básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Santo Amaro. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados de agendamento