Cachorro com feridas – como tratar?

Cachorro com feridas - como tratar?

Cachorro com feridas - como tratar? | Oasis Pet

As causas para um cachorro com feridas podem ter diversas origens, desde pequenos traumas até por reação a ectoparasitas ou patologias mais sérias. Por isso, sempre conte com profissionais que possam realizar uma avaliação profissional para que o melhor programa de tratamento seja empregado.

No artigo de hoje, vamos conhecer algumas das condições mais comuns que podem deixar o cachorro com feridas, quais os sinais que devemos nos atentar e como é o tratamento para essas condições.

Sumário

Percebeu algo de errado?

Seu amigão esta com os olhos irritados, ou não pára de lacrimejar? Talvez seja a hora de consultar um especialista.

Causas comuns de cachorro com feridas

Como dito acima, as causas podem ser diversas e, por isso, é importante o acompanhamento de um profissional. Abaixo, listamos algumas das ocorrências mais comuns:

cachorro feridas 1

1 - Traumas

Muitos cães costumam ter acesso a ambientes sem controle dos tutores, como andar na rua sozinho sem coleira, o que pode resultar em traumas, sejam eles por briga com outros cachorros ou até acidentes como atropelamentos.

Em casos como esse, o aconselhável é levar seu pet aos cuidados de um veterinário, para que haja a correta limpeza e examinação para evitar infecções e possíveis problemas posteriores.

2 - Dermatite

A dermatite, seja ela fúngica ou bacteriana, pode ocasionar feridas na pele do cachorro. Na maioria dos casos, o tutor começa a notar a queda de pêlos, coceira excessiva, bolinhas avermelhadas, secreção e crostas.

Nesses casos, é preciso o auxílio de um dermatologista veterinário, que irá analisar as origens da dermatite e indicar o melhor processo de tratamento, que pode incluir medicamentos, shampoos e outros produtos que possam combater a doença.

3 - Pulgas e carrapatos

Picadas de pulgas e carrapatos podem ocasionar coceira intensa no local formando feridas nessas regiões. Muitos cães também possuem alergia à picada desses parasitas, o que pode resultar na queda de pelo e coceira.

O acompanhamento de um profissional veterinário é importante para que seja corretamente indicado o medicamento parasiticida que possa combater o problema.

4 - Sarna

A sarna, seja ela sarcóptica ou demodécica, causa coceiras e feridas na pele do cachorro. O acompanhamento de um profissional é imprescindível, pois a sarna sarcóptica evolui rápido e causa muito incômodo.

Quando diagnosticado com rapidez, o tratamento tende a ser mais eficiente. Além disso, quando não tratado corretamente, a sarna pode evoluir para quadros mais graves, gerando feridas mais profundas e sintomas mais frequentes e incômodos ao cachorro.

5 - Contaminação por produto químico

O contato com alguns tipos de produtos podem ocasionar alergias e ferir a pele do pet. Existem muitos casos em que o tutor está limpando a casa com desinfetante e deixa o cão transitando pelo local.

6 - Câncer de pele ou carcinoma

A carcinoma é uma patologia que deixa feridas ou manchas avermelhadas que não cicatrizam na pele do pet. Costuma atingir cães com pelo clarinhos que costumam ficar muito tempo expostos ao sol.

É comum tutores perceberem feridas em locais com menos pêlo, como barriga, plano nasal, pavilhões auriculares e virilha. O tratamento costuma ser feito por meio de remoção cirúrgica da área afetada. Quando antes o diagnóstico, mais chances do tratamento produzir efeitos positivos.

7 - Leishmaniose canina

A leishmaniose, seja ela tegumentar (cutânea) ou visceral canina, é caracterizada pela presença de feridas na pele, podendo se manifestar também nas mucosas. São feridas que podem surgir e aumentar conforme o tempo passa, mas que dificilmente somem.

O que fazer com cachorro com ferida na pele?

Como dito acima, o primeiro passo para reconhecer as causas de uma ferida de pele é contar com o auxílio de um profissional veterinário. Isso porque existem muitas causas prováveis que possuem as feridas como um dos sintomas, e é preciso averiguar se trata-se de um machucado pontual ou se a ferida é um sintoma de uma patologia relacionada.

De maneira geral, é importante que o tutor, além das feridas, se atente a sinais como:

  • Coceira extrema;
  • Queda e falhas na pelagem;
  • Vermelhidão pelo corpo;
  • Crostas e calombos.
Cachorro deitado triste

Como tratar feridas na pele do cachorro

O tratamento das feridas na pele dos cachorros deve ser definido após o correto diagnóstico, pois cada agente, seja ele uma bactéria, fungo, pulga ou outros, demanda um tipo de medicação e ação diferentes.

Em muitos casos são utilizados medicamentos antifúngicos, antibióticos, antiinflamatórios, antialérgicos, pomadas de uso tópico e outros.

Cuidados com a pele do cachorro

A prevenção sempre será o melhor remédio! Por isso, é importante que você se atente em algumas medidas de higiene, tais como:

  • Ter a casa e os locais onde seu pet transita bem higienizado;
  • Evitar que o cão saia na rua sem acompanhamento e coleira;
  • Dar os remédios para pulgas e carrapatos regularmente;
  • Dar banhos regulares;
  • Para cães peludos, escovar os pelos ao menos 3 vezes na semana, a fim de remover sujeiras e observar a saúde da pele.
Pequeno cachorro na veterinária

Quem cuida da pele de cachorro?

O profissional responsável pela saúde de pele dos pets, incluindo cuidados com unhas e orelhas, é o dermatologista veterinário. Ele é o responsável por realizar a correta anamnese do pet, entrevistando seus tutores a fim de investigar seus hábitos, ambiente e rotina, coletando amostras para exames, indicando o melhor tratamento, bem como na realização de cirurgias dermatológicas quando necessárias.

Sempre que notar os sintomas abaixo, é importante que você consulte um profissional dermatologista veterinário, para a correta análise e indicação de tratamento:

  • Vermelhidão;
  • Descamação;
  • Pele muito ressecada;
  • Pele com ferimentos;
  • Sensibilidade extrema;
  • Coceira excessiva;
  • Presença de ectoparasitas (como pulgas e carrapatos);
  • Alopecia (queda grande de pelos);
  • Movimentação atípica da cabeça;
  • Presença de nódulos ou caroços.

Clínica de pele de cachorro

A Oasis Pet possui mais de 12 anos de experiência no oferecimento das mais variadas especialidades aos tutores e seus pets, e é filiada à rede Fisio Care Pet, pioneira na implementação dos programas de reabilitação animal no Brasil.

Contamos com especialistas com vasta experiência, buscando sempre os melhores e mais atualizados protocolos de tratamento. Procure a unidade mais próxima de você e marque uma consulta! Venha ver como é possível tratar cachorro com feridas através de um programa de recuperação profissional.

Faça a diferença na saúde do seu pet.

Transforme a vida do seu pet com a fisioterapia veterinária da Oasis Pet. Marque hoje mesmo a sua sessão e proporcione a ele uma qualidade de vida excepcional!
Compartilhe
Facebook
Twitter
LinkedIn
Artigo mais Recente
Cachorro com Dor
Cachorro com dor: saiba quais os principais sinais e sintomas, as causas mais comuns, o que fazer e quando procurar pela ajuda de um profissional veterinário para tratá-lo

Assine nossa Newsletter e seja o primeiro a saber dos novos conteúdos da Oásis Pet.

Artigos Relacionados

o que há de novidades no blog Oásis Pet

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Morumbi. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Brooklin. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados Básicos
Informações do seu Pet
Dia que prefere para a consulta

Pré-Agende uma Consulta

Preencha os campos abaixo para pré-agendar uma consulta na Oásis Pet Santo Amaro. 
Verificaremos a disponibilidade e entraremos em contato o quanto antes.

Dados de agendamento